Cor e Expressão: protagonista na Casa 2022 em diferentes tons


A cor exprime muito mais que o visual. Sentimentos, expressões, percepções. A influência das cores tem um papel muito especial, não apenas estético, mas com importância psíquico-sensorial.

A cor estimula nossa percepção cognitiva e é essencial para a vida cotidiana, pois permite compreender os ambientes como um todo ao nosso redor!


Quando escolhemos uma cor para elaborarmos nossos projetos devemos ter em mente que estamos lidando com um elemento de estímulo imediato, e que essa cor escolhida provocará diversas reações em seus observadores.


Na Casa Design Rio 2022 não está sendo diferente. Num palacete de quase 1400m2, com 40 ambientes, apresentamos a primeira edição carioca onde as cores são protagonistas e caracterizam estilos. Com apoio da Suvinil e Pinheiro Tintas, mais de 2.300 litros de tinta foram utilizados na pintura da Casa.


Quando falamos em cores, alguns nomes da arquitetura são lembrados como exemplo alguns consagrados nomes da historia. Enquanto na obra de Luis Barragán a cor evidencia a pureza espacial como elemento emergente à emoção, Siza Vieira adere ao acromatismo das superfícies. Se Lina Bo Bardi emprega o vívido vermelho a alguns elementos arquitetônicos, Legorreta adota cores exuberantes provenientes da cultura mexicana.




Segundo o diretor criativo, cenógrafo e consultor de cores, Michell Lott, na mostra 2022 podemos observar alguns pontos. "Estando num ano pós pandemia, conseguimos ver que os expositores trouxeram através das soluções em seus ambientes essas necessidades que estamos passando agora, alguns trazem mais calma, outros introspecção, energia, felicidade e nenhum desses passa monotonia. Vemos estímulos que são muito necessários para o que estamos vivendo no hoje.", conta Lott.